Mosaico do Pepino - CMV


 



 
Doenças e pragas

Mosaico do Pepino - CMV


O Mosaico do pepino (CMV) é encontrado em todas as partes do mundo, sendo mais severo nos países da Ásia e Europa. Sintomas variam amplamente dependendo da estirpe e da cultivar de tabaco. O sintoma mais comum é um mosaico típico que pode ser confundido com o TMV.

Possui um amplo número de hospedeiros e é transmitido por mais de 60 espécies de pulgões. É muito comum em áreas onde se produz hortaliças como o pepino e outras da família das cucurbitáceas e também da família das solanáceas. Normalmente, os sintomas aparecem mais nas bordas da lavoura de tabaco, próximo de ervas daninhas e beiras de mato que servem de hospedeiras para o pulgão e o vírus.

Por ser transmitido por pulgões, um bom controle de insetos é fundamental para evitar perdas com essa virose.

Não existem cultivares resistentes ao CMV. A virose deve ser prevenida através de inseticidas sistêmicos com longo efeito residual e outras medidas como culturas que possam servir de barreiras entre a cultura de tabaco e potenciais fontes de inóculo. Evitar o plantio próximo de hortaliças. Apesar de não haver resistência a essa virose, o uso das cultivares resistentes ao PVY pode diminuir a severidade dos danos do CMV.

Fotos com sintomas da doença:


  Sintoma do mosaico do pepino (CMV) em planta de tabado

 Sintoma do mosaico do pepino (CMV) em planta de tabado virginia.

 

Veja também








Imagem Panorâmica ProfiGen

Endereço

Estrada do Couto
Km 03,
Santa Cruz do Sul
RS - Brasil